Marketing viral e seus desafios no mercado

marketing viral

Quem trabalha com marketing sabe que surpreender o cliente é sempre um bom sinal, e existe uma vertente voltada, especialmente, para isso: o marketing viral.

Uma campanha de marketing viral bem-sucedida incentiva os consumidores a passarem a mensagem da marca adiante de forma espontânea.

Para isso, essa estratégia deve ser baseada em um planejamento cuidadoso que leve em consideração as características principais do público que se procura alcançar.

A ideia geral é tirar as pessoas dos formatos padronizados do marketing tradicional e surpreendê-las.

Portanto, nesse texto você descobrirá qual é a definição de marketing viral, por que é interessante usá-lo e quais são as formas de aplicação dele, confira. 

 

Definindo o que é marketing viral

O vírus é um organismo microscópico que se espalha entre as pessoas rapidamente e espontaneamente. O marketing viral é a versão publicitária dessa definição.

Essa já era uma realidade nos tempos de publicidade e propaganda tradicionais. A questão é que, com a popularização da internet, as possibilidades se expandiram.

As redes sociais estão na vanguarda dessa nova tendência, hoje em dia, com um clique as pessoas podem compartilhar dezenas de campanhas e informações.

O fenômeno cresce com a variedade de formatos disponíveis, sendo:

  • Textos;
  • Imagens;
  • Fotos;
  • Vídeos.

O ponto comum entre eles é que a recompensa pelo compartilhamento seja maior do que o custo de fazê-lo.

Sendo assim, o compartilhamento precisa ser rápido de fazer e representar um benefício interessante para o público.

Se um motorista de caminhão fica sabendo que basta compartilhar uma imagem no Facebook para concorrer a um consórcio de caminhão scania, as chances de ele participar da viralização são grandes. 

 

Por que usar?

Você já sabe que o marketing viral é vantajoso para os clientes. Mas, o que a sua empresa pode ganhar com ele?

Em primeiro lugar, fazer marketing viral é mais barato do que outras modalidades de marketing.

No caso de campanhas de anúncios e estratégias de SEO, as empresas precisam desembolsar certos valores para que as mensagens cheguem até as pessoas.

No marketing viral essa repercussão é feita pelos próprios clientes, o que diminui o custo de aquisição de clientes e aumenta as conversões.

Em segundo lugar, a viralização é uma ferramenta perfeita para aumentar a visibilidade de um produto ou serviço.

Suponha que um perito mecanico automotivo esteja divulgando promoções especiais em uma rede social.

À medida que a divulgação surte efeito, ele certamente vai alcançar novos públicos, tudo a partir do compartilhamento espontâneo.

Além disso, o marketing viral ajuda na construção de uma boa reputação, por isso é importante produzir conteúdo que desperte empatia nas pessoas.

Por fim, a implementação dessa estratégia é relativamente simples.

É preciso investir em uma estrutura midiática para que ela traga resultados. Isso significa usar as redes sociais e demais ferramentas de comunicação virtuais.

Plataformas como Twitter e Facebook são extremamente indicadas por serem muito populares, e em especial, por possibilitarem o acompanhamento dos resultados em tempo real.

Dados como número de curtidas e compartilhamentos são importantes para identificar o impacto das campanhas.

 

Como aplicar?

Nos tópicos a seguir iremos explicar como é possível aplicar o marketing viral com sucesso. Essas são dicas valiosas para engajar o público e agregar valor à marca. 

Portanto, acompanhe e adeque os conselhos a sua realidade.

 

Boca a boca

Pense que o conteúdo que viraliza tem que ter a mesma natureza do marketing boca a boca: fácil de entender e suficientemente interessante para que seja passado adiante.

Use uma linguagem que seja acessível, no caso de vídeos, busque produzir um material curto e eficiente.

Seu foco deve ser cativar o maior número de pessoas possível.

 

Gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são técnicas de comunicação próprias para estimular o cérebro do consumidor.

Podem ser frases, expressões e argumentos que apelam para reações instantâneas. Promover campanhas humanitárias é um bom exemplo de gatilho mental.

 

Desperte emoções

As campanhas devem despertar emoções intensas, como humor, raiva ou compaixão. O importante é que as pessoas se sintam incentivadas a agir, nem que seja com um mero compartilhamento.

O tipo de emoção que se busca depende do perfil da marca.

Um pet shop pode alcançar muitas pessoas ao fazer uma campanha conscientizando sobre o fenômeno da translocação de fauna.

Se a ideia é engajar de forma mais leve, use formatos já populares na internet, como memes.

 

Conteúdo informativo

A viralização também depende do valor que está agregado ao conteúdo. Os consumidores tendem a prestar mais atenção a materiais que tragam informações relevantes.

Existem várias formas de fazer isso, por exemplo, fazer um tutorial, dar informações de interesse público ou ensinar um macete para comprar porta de ferro.

O ponto principal é agregar informação ao dia a dia das pessoas.

Portanto, agora você sabe como pode usar o marketing viral, aproveite as possibilidades da internet para aumentar seu alcance e suas vendas espontaneamente.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

vinicius ferrares

vinicius ferrares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O BLOG

o TecnoCurioso, é um blog feito por designers apaixonados para designers e pessoas que se identificam com a área de criação e outros assuntos ligados a tecnologia, sejam bem vindos !

POSTS RECENTES